Smartphones

A redução dos preços dos semicondutores, a miniaturização dos sensores e dos microprocessadores, aliado à proliferação de conectividade móvel, vieram estimular o rápido crescimento da IoT (Internet das Coisas).

IoT não é mais do que uma rede de dispositivos inteligentes e máquinas que se podem monitorar a si mesmos, assim como recolher informações contextuais através de sensores e padrões de utilização, permitindo compartilhá-las entre si e com outros dispositivos e serviços.

Os carros, as casas e os locais de trabalho conectados poder-se-ão ligar à IoT, onde os smart devices servirão de interfaces primárias de comunicação, através dos quais as pessoas irão interagir com todos os dispositivos e equipamentos ligados na rede.

Os smartphones oferecem atualmente as melhores opções de conectividade - incluindo NFC, Bluetooth, Wi-Fi e Celular – o que os torna nos elementos com qualificações perfeitas para ser o cérebro, olhos e controle remoto dos utilizadores nos ecossistemas da IoT.

Considerando o smartphone como o centro gravitacional da IoT, a SDT iniciou o desenvolvimento do seu primeiro equipamento em 2013. Assinou com a Google um acordo de distribuição, alicerçou o seu know-how com os fabricantes de SoC de CPE para se inteirar dos melhores chipsets para smartphones, usou o rigor técnico de integrador de sistemas na seleção de componentes fiáveis para garantir bom desempenho no cumprimento dos reference design e estabeleceu acordos com parceiros de produção que garantem elevada qualidade do produto final. Em 2 anos a SDT vendeu em Portugal mais de 250.000 smartphones.